In Portuguese

MANUAL SPIRULINA

por Maya Savir – JustSpirulina

 

  1. REQUISITOS

 

1.1. PREMISSAS PARA O CULTIVO

Um pequeno quintal, varanda, janela ou cobertura/telhado seriam adequados.

A Spirulina precisa de luz solar, de modo que qualquer premissa de cultivo deva ser capaz de fornecê-la. É importante também que a premissa de cultivo seja capaz de prover sombra, já que a luz solar direta pode prejudicar a Spirulina, especialmente em seus estágios iniciais.

 

1.2. INSTALAÇÃOPARA O CULTIVO

A Spirulina precisa de luz solar, por isso, é preferível que o recipiente no qual esteja sendo cultivado seja transparente.

Garrafas de água ou de refrigerantes claras e vazias (de pelo menos 1,5 litro) são uma boa opção.

Outra opção seria uma pequena piscina ou bacia. Estas podem ser construídas utilizando uma variedade de materiais. Será necessária uma estrutura – uma armação que pode ser feita de madeira, metal, ou atéde sacos cheios de areia ou de solo, e forro/revestimento para a piscina–que pode ser feita da cobertura plástica da estufa, como tambémde qualquer material de borracha ou de PEAD (polietileno de alta densidade). De modo geral, os plásticos que têm como base o polietileno são a melhor opção, já que não existem perigos para a saúde conhecidos com relação ao seu uso.

Se o cultuvo daSpirulinafor em uma piscina ou em uma bacia onde não exista um teto, uma tampa (removível) seránecessária para a proteção contra a chuva, já que esta diluirá a cultura de crescimento e irá alterar o nível do pH; e contra a luz solar, como a luz direta do sol pode prejudicar a Spirulina, especialmente durante os seus primeiros estágios, quando ainda não amadureceu. Qualquer tábuaservirá, assim como folhas de palmeira ou os materiais utilizados para o revestimento da piscina.

 

A quantidade de garrafas e as medidas da piscina dependem do número esperado de pessoas que irão consumir a Spirulina: aproximadamente uma garrafa para cada indivíduo por dia (o que significa cerca de 5 garrafas por pessoa); cada metro quadrado da piscina irá proporcionar 5g de Spirulina colhida e prensadapor dia.

 

1.3. ÁGUA

A Spirulina é cultivada num meio de cultura composto de água e de fertilizantes. Devido ao elevado pH deste meio de cultura, a Spirulina quase não tem competidores. Isso significa que ela não é “exigente” a respeito da água de que precisa: água potável, água salobra, água de uma nascente de água natural ou água da chuva podem ser usadas. Até água contaminada servirá, já que os parasitas, as bactérias e os vírus não podem sobreviver neste ambiente alcalino. É importante ressaltar que isto não se aplica `a água contendo metais pesados, pois aSpirulinairá absorvê-los.

 

1.4 PAPEL LITMUS (ou qualquer outro método para a análise do nível de pH)

O meio de cultura em que a Spirulinaé cultivada é altamente alcalino, é um ambiente que garante o domínio da Spirulina, visto que a maioria dos parasitas, germes e vírus não podem sobreviver nestas condições.

O nível de pH da cultura de crescimento deve ser mantido entre 10-10,5.

Embora isso possa ser feito utilizando equipamento de laboratório, o método mais fácil e mais barato de examinar o nível de pH é realizado por imersão (durante 2-3 segundos) de papel de tornassol/litmus no meio de cultura contendo a Spirulina. A cor do papel irá mudar. Compare a cor do papel à escala da caixa do papel de tornassol/litmus, a coloração irá indicar o pH do meio de cultura.

O papel litmus pode ser encontrado em laboratórios escolares e em lojas de aquários.

 

1.5. TECIDO PARA O FILTRO

Quando a Spirulina estiver pronta para o consumo, um dispositivo de filtro será necessário para separar a Spirulina do meio de cultura no qual ela cresce.

Um tecido com densidade de 50 micron de diâmetro é um boa solução. Este tipo de tecido é muitas vezes um produto da indústria de impressão e pode ser encontrado em qualquer loja de serigrafia (o método mais básico de impressão).

Um pedaço de seda pode ser usado ​​também.

 

1.6. FERTILIZANTES

O meio de cultura no qual a Spirulina é cultivada consiste em água e fertilizantes.

Caso não tenha disponibilidade, quase todos os componentes podem ser substituídos por ingredientes naturais encontrados no ambiente local, com mínimo ou nenhum custo.

 

São necessários os seguintes fertilizantes:

Bicarbonato de Sódio (NaHCO3)–“Pó de água com gás”que pode ser encontrado em qualquer mercado. Se não estiver disponível, os nutrientes que ele fornece podem ser encontrados em cinzas de árvore: as cinzas são misturadas com a água e mantidas num recipiente aberto, de modo que a solução possa absorver o CO2 do ar. Uma semana depois, o líquido torna-se um extrato de carbono com um pH que deve ser de 10,5.

Nitrato de potássio (KNO3) – pode ser substituído por ureia (que é constituído por amoníaco e CO2), embora seja recomendável para os produtores mais experientes, visto que a sua concentração no meio deve ser baixa (abaixo de 60mg por litro); ou por qualquer fertilizante contendo nitrogênio, porém neste caso, deve ser adicionado o sulfato de potássio.

Cloreto de sódio (NaCl) – qualquer sal de cozinha.

Di-hidrogenofosfato de potássio ou Fosfato Monopotássico (KH2PO4)– pode ser substituído por qualquer fosfato agrícola (fosfato de diamônio ou o fosfato de monoamônio; ácido fosfórico também pode ser usado, mas é recomendado para agricultores experientes, visto que deve ser utilizado com precaução). Caso os materiais não estejam disponíveis, pode também ser substituído por cinzas de cascas de banana ou de mamão papaia.

Sulfato de ferro (FeSO4) – pentahidratado, não do tipo utilizado para gramados. Se não estiver disponível, ele pode ser substituído por um extrato de ferro feito de alguns pregos ou parafusos imersos em um copo de suco de limão, vinagre ou qualquer líquido azedo durante alguns dias. Utilizar 0,1 mL por litro.

Sulfato de magnésio (MgSO 4) – pentahidratado.

 

* Ao cultivar aSpirulina em piscinas, uma fonte de cálcio deve ser adicionada a partir de cal, cloreto de cálcio ou gesso. Para quantidades, ver a seção 3.6.

 

* Em situações extremas de “sobrevivência”, nitrogênio, fosfato, sulfato, sódio, potássio e magnésio podem ser encontrados na urina de pessoas saudáveis, que não consumem medicamentos ou drogas. O ferro que não pode ser fornecido pela urina pode ser fornecido pelo extrato de ferro acima descrito.

Não é recomendado utilizar esses substitutos ao iniciar o cultivo da Spirulina, mas uma vez que a Spirulinaestiver madura e estável, esses substitutos podem prover os nutrientes perdidos na colheita da Spirulina. Se o cultivo for feito em garrafas: use5ml de urina e 0,1 ml de extrato de ferro para cada litro. Se o cultivo for feito em piscinas: para cada 1K deSpirulina colhida e prensada, adicione 15-20L de urina e 100ml de extrato de ferro.

Após a administração inicial, o extrato de ferro pode ser adicionado uma vez por semana (muito gradualmente e com agitação), mas a urina deve ser adicionada diariamente.

 

* Se forem utilizados produtos químicos do gênero dos fertilizantes, eles devem ser do tipo “solúvel” ou “cristalizado”, não de “libertação lenta”, do tipo granulado.

 

* A solução de micronutrientes não é um requisito, mas irá tornar mais fácil a colheita e o meio reutilizável mais vezes. Pode ser comprado onde a cultura de Spirulina é vendida. Ele também pode ser fornecido mediante solicitação para aAntenna Technologies (ver anexo 4).

 

1.7. SPIRULINA FRESCA

Pelo menos a quantidade de um tubo de ensaio é necessária para começar.

Uma porção deSpirulina forte e madura (isto é, Spirulina que está pronta para a colheita ou para a multiplicação) pode ser passada de um produtor deSpirulinaa outro para que este possa iniciar uma nova cultura de Spirulina, sem nenhum custo.

A Spirulina também pode ser comprada. Há uma série de coleções de culturas de Spirulina em todo o mundo que enviamSpirulina pelo correio.

Para contatos de distribuidores de Spirulina, ver anexo 4.

 

1.8. DISPOSITIVO DE AGITAÇÃO

A Spirulina tende a reunir-se no topo da cultura em crescimento, onde a exposição solar é máxima. Devido a isso, a Spirulina que não pode chegar ao topo não se multiplicará e, em última análise, morrerá.

A fim de maximizar a exposição da Spirulinaà luz solar, a água em que é cultivada deve ser agitada.

A agitação pode ser feita manualmente, usando uma vara ou – melhor ainda – uma vassoura.

Outra opção é uma bomba, do tipo mais simples utilizada para aquários.

 

1.8. FUNIL

Um funil é usado para verter líquidos nos frascos ou garrafas.

Caso não esteja disponível, um dispositivo pode ser improvisado por umplástico laminado, PVC ou qualquer outro material resistente à água.

 

 

  1. PASSO A PASSO – CULTIVANDOSPIRULINA EM GARRAFAS

 

2.1 PREPARANDO A CULTURA DE CRESCIMENTO

A solução em que a Spirulina é cultivada consiste em água e fertilizantes.

 

2.1.1. MEDIDAS E MISTURA DE FERTILIZANTES

As medidas a seguir são para 1 litro de água:

16g de Bicarbonato de Sódio (NaHCO3)

2g de Nitrato de potássio (KNO3)

1g de Cloreto de sódio (NaCl)

0,1g de Di-hidrogenofosfato de potássio (KH2PO4) – vem na forma de grânulos, então precisará ser prensado até virar pó.

0,1g de Sulfato de ferro (FeSO4)

0,1g de Sulfato de magnésio (MgSO 4) – pode precisar ser esfarelado.

 

* Se não estiver disponível, quase todos os componentes podem ser substituídos (conforme especificado no ponto 1.6).

* É aconselhável usar luvas quando entrar em contato com estes fertilizantes, o Di-hidrogenofosfato de potássio (KH2PO4) em particular. Caso não possua luvas, é aconselhável utilizar uma colher ou quaisquer outros meios para evitar o contato direto com a pele.

 

2.1.2. ADICIONANDO A MISTURA DE FERTILIZANTES`A ÁGUA

2.1.3. MISTURANDO

Misture a água e os fertilizantes até estarem completamente dissolvidos na água.

A cor da cultura de crescimento deve ter um tom de amarelo claro.

 

2.1.4. ANALISANDOO pH DA CULTURA DE CRESCIMENTO

Mergulhe o papel litmus na solução por 2-3 segundos.

A cor do papel litmus mudará.

Compare a cor do papel litmus com as da caixa do papel litmus. A cultura de crescimento deve ter um nível de pH 8-8,5. Se o nível de pH for inferior, adicione bicarbonato de sódio. Se o nível for mais alto, não tem problema. Ao nível de pH 8-8,5, a cultura de crescimento está pronta.

 

* Depois de preparar a cultura de crescimento algumas vezes, a fase da análise do nível de pH da cultura de crescimento não será necessária, já que a cor da solução será o indicador.

* É aconselhável primeiro preparar a mistura de fertilizantes e só então dissolver a mistura em água.

* A mistura de fertilizantes pode ser preparada com antecedência e ser dissolvida em água. É possível também preparar a cultura de crescimento previamente (isto é, dissolver a mistura de fertilizantes em água), neste caso será importante manter a cultura de crescimento num recipiente fechado e na sombra.

2.2. ADICIONANDOA CULTURA DECRESCIMENTO `A SPIRULINA

 

2.2.1. AO ADICIONAR A CULTURA DE CRESCIMENTO `A SPIRULINA

As proporções devem ser, a grosso modo, metade de Spirulinae metade de cultura de crescimento.

2.2.2. AGITAÇÃO

A Spirulina deve ser agitada a cada 2-4 horas, para maximizar a sua exposição à luz solar. Visto isto, é importante notar que, durante a primeira semana ou mais, quando a Spirulina ainda não tiver densidadeem quantidade, a exposição direta à luz solar deve ser limitada.

As garrafas podem ser agitadas em suaves movimentos circulares. É aconselhável fechar o frasco ao agitá-lo,para que aSpirulinanão seja derramada, mas é importante reabri-lo imediatamente para que a Spirulina receba o oxigênio de que necessita.

 

2.2.3. ADICIONANDO ÁGUA

O nível de líquido dentro da garrafa irá diminuir dentro de um dia ou alguns dias, dependendo da humidade e do calor. É importante “regar” a Spirulina e manter o nível de líquido constantemente elevado.

 

2.2.4. ANALISANDO O NÍVEL DE pH

O nível de pH ideal para a Spirulina é de 10-10,5.

Depois de adicionar a cultura de crescimento `aSpirulina, o nível do pH começará a subir e chegar ao ideal de 10-10,5 dentro de um prazo que varia entre alguns dias e algumas semanas. Um bom indicador de que o pH está aumentando é a densidade do crescimentodaSpirulina, que por sua vez é indicada pela cor do líquido, que irá tornar-se um tom de verde cada vez mais escuro.

 

O examedo nível de pH da Spirulinaé feito da mesma maneira que o exame de pH da cultura de crescimento (seção 2.1.4.):

 

2.2.4.1. MERGULHE O PAPEL LITMUS NO LÍQUIDOPOR 2-3 SEGUNDOS.

 

2.2.4.2. A COR DO PAPEL LITMUS MUDARÁ.

 

2.2.4.3. COMPARE A COR NO PAPEL LITMUS `AS CORES DACAIXA DO PAPEL LITMUS.

É importante ressaltar que quanto mais experiente o produtor de Spirulina for, menos ele/ela terá de contar com o papel litmus. A observação da cor do líquido será suficiente – quanto mais verde escura for a água, mais forte e mais densaserá aSpirulina, ou seja, o que significa que o seu nível de pH está no seu auge.

Quando o nível de pH atingir 10-10,5, a Spirulina estará madura, o que significa que estará pronta para a colheita (com a finalidade de consumi-la) e/ou multiplicá-la (com a finalidade de aumentar a sua quantidade). Dito isto, é aconselhável esperar passar mais outra semana ou mais para que a Spirulina torne-se ainda mais forte e mais densa. Durante esta(s) semana(s) é importante continuar a agitar a garrafa e “regar” a Spirulina.

2.3. AUMENTANDO A QUANTIDADE DA SPIRULINA

Uma vez que a Spirulinativer atingido a maturidade e estabilidade, ela estará pronta para a multiplicação (e colheita, que será apresentada na seção 2.4.).

Em condições ideais, aSpirulina se multiplica dentro de 24-48 horas. Abaixo das condições ideais, ela pode levar mais tempo.

 

2.3.1. DIVIDA O LÍQUIDO CONTENDO SPIRULINA EM DUAS GARRAFAS.

 

2.3.2. ADICIONE A CULTURA DE CRESCIMENTO

As proporções devem ser, a grosso modo, metade de Spirulinae metade de cultura de crescimento.

 

2.3.3. ANALISE O NÍVEL DE pH

Ao dividir aSpirulina e adicionar acultura de crescimento, você terá reduzido o nível de pH. Dentro de alguns dias ou algumas semanas, ela atingirá novamente o seu nível ideal de 10-10,5 e o líquido se tornará novamente mais escuro de acordo com o crescimento e fortalecimento da Spirulina.

Durante este período, a Spirulina precisaráde cuidados como durante a primeira fase (ponto 2.2.). Ou seja, precisará ser agitada e “regada”.

O exame do nível de pH será feito da mesma formado estágio anterior (ponto 2.2.4.).

Quando o nível de pH voltar a 10-10,5, é aconselhável dar-lhe uma semana ou mais para reforçá-la e estabilizá-la,então, ela estará pronta paraoutro ciclo de multiplicação (ou colheita).

 

2.4. COLHEITA

Quando a Spirulinaestiver madura e forte, estará pronta para a colheita (ou multiplicação, como mencionado na seção 2.3.). Essencialmente, a colheita da Spirulina significa separá-la da cultura de crescimento.

Colher durante o período da manhã é melhor por ambas as razões nutricionais e práticas.

 

2.4.1. POSICIONE O FILTRO (TECIDO) SOBRE UM BALDE, UMA PANELA OU QUALQUER OUTRA BACIA.

 

2.4.2. DERRAME O LÍQUIDO CONTENDO A SPIRULINA NO TECIDO UTILIZADO COMO FILTRO.

A Spirulina permanecerá no tecido (filtro).

A cultura de crescimento será recolhidano balde, panela ou bacia e poderá, então, ser devolvida`a garrafa para reutilização mais duas ou três vezes. Depois disso,a cultura de crescimento deverá ser descartada e uma cultura de crescimento nova deverá ser utilizada.

 

* Não descarte acultura de crescimento usada no sistema de esgotos. Não derrame-a diretamente no solo. Ela deverá ser diluída em água (em uma escala de cerca de 01:10) assim, ela poderá ser usada como adubo para qualquer jardim ou horta. Outra opção é colocar a cultura de crescimento em uma bacia aberta ao sol. Quando o líquido tiver evaporado, o sedimento seco restante pode ser jogado fora com segurança em um saco plástico fechado.

 

2.4.3. REDUZINDO O NÍVEL DE pH DASPIRULINA.

O nível de pH em que Spirulina é cultivada não é saudável para o consumo humano. Para baixá-la para um nível saudável (pH 7), o melhor é apertá-la para eliminar qualquer cultura de crescimento restante.

Pressione o pano de filtragem contendo a Spirulina de forma uniforme e suavemente. Quando a água drenada estiver saindo verde, pare de apertar.

Se não for possível espremer a Spirulina, uma outra opção (embora menos recomendada) é enxaguá-la com água.

A Spirulina drenada e pressionada deve, nesta fase, ser semelhante `a textura de uma pasta/creme.

 

2.5. SECANDO A SPIRULINA

A Spirulina colhida que não for consumida deve passar pelo processo de ressecamento. Nesta forma, ela poderá ser mantida durante meses.

 

2.5.1. ESPALHANDO A SPIRULINA EM UMA TELA

Uma tela permitirásecar a Spirulinada parte inferior até a superior, diminuindo, assim, o tempo necessário, porém se a tela não estiver disponível, qualquer outra plataforma poderá ser usada.

Usando os dedos, uma faca ou uma espátula, espalhe a Spirulina na tela.

Outra opção é usar um saco de nylon com um pequeno furo ou uma seringa para criar “macarrões” finos de Spirulina.

 

2.5.2. SECANDO

Caso prefira usarum forno, deixe a Spirulinasecando a 40°C durante 16 horas ou a 60°C durante 4 horas (quanto menor a temperatura, maior o valor nutricional). Se estiver secando-a ao Sol, 2 dias seriam suficientes.

 

  1. PASSO A PASSO – CULTIVAR SPIRULINA EM PISCINAS

As piscinas são uma boa opção para o cultivo de Spirulina em maiores quantidades.

 

3.1. FUNDAMENTOS PARA CULTIVAR SPIRULINA EM PISCINAS

 

3.1.1. TAMPA/COBERTURA REMOVÍVEL

A tampa será necessária para a proteção contra a chuva, visto que a chuva irá diluir a cultura de crescimento e alterar o nível do pH. A tampa também é importante quando a piscina estiver exposta a ventos fortes que transportam poeira e terra, bem comoonde existem muitos insetos.

A cobertura pode ser uma placa, folhas de palmeira ou as mesmas folhas que foram usadas para o revestimento da piscina.

 

3.1.2. REDUNDÂNCIA

É importante ter mais de uma piscina. O cultivo de Spirulina em mais de um recipiente (seja ele uma garrafa ou em qualquer tipo de piscina) minimiza o risco de não obter sucesso com a Spirulina. Caso a Spirulina em um dos recipientes estiver contaminada ou não estiver respondendo bem por qualquer outra razão, você sempre terá o outro recipiente.

 

3.1.3. LIMPEZA

A piscina deverá ser limpados sedimentos de seis em seis meses.

Durante a limpeza, o líquido contendo a Spirulinaserá transferido para outra piscina, bacia, ou até mesmo potes e baldes.

Água e sabão usados para limpeza de louça são bons para a limpeza da piscina.

 

3.1.4. MEDIDAS DA PISCINA

A profundidade da piscina deve ser de aproximadamente duas vezes a profundidade da cultura em que a Spirulina está sendo cultivada.

Em condições ideais, a cultura de crescimento deve ter de 15-20cm de altura. Dito isto, se a piscina for transparente (de vidro, por exemplo), pode ser substancialmente mais alta.

Como este manual é destinado para o cultivo de Spirulina em comunidades carentes, é provável que, na maioria dos casos, as condições serão menores do que as ideais. Por esta razão, recomenda-se que a Spirulina deva ser cultivada numa cultura que tem de 30-40 cm de altura, numa piscina 60-68cm de altura. Isso permitirá uma “margem” de erros ou de condições imperfeitas, sem causar danos à colheita.

 

3.2. PREPARANDO A CULTURA DE CRESCIMENTO

Siga as instruções para preparar a cultura de crescimento para garrafas (seção 2.1.).

Multiplique o montante da cultura de crescimento de acordo com a quantidade de Spirulina, ou seja, para 20 litros de Spirulina, prepare 20 litros de cultura de crescimento.

Dissolva os fertilizantes em água antes da adição da cultura de crescimento na piscina (como é o caso em garrafas), isto pode ser inconveniente em piscinas, já que as quantidades são maiores. Os fertilizantes e a água podem ser adicionados à piscina separadamente. Dadas algumas horas e um pouco de agitação, eles irão se dissolver.

 

3.3. ADICIONANDOA CULTURA DE CRESCIMENTO `A SPIRULINA

Siga as instruções para as garrafas (seção 2.2.): Adicionara cultura de crescimento, agitar, adicionar água e examinaro nível de pH são os mesmos passos, com exceção da agitação.

A agitação das piscinas pode ser feita manualmente, com uma vara ou – melhor ainda – uma vassoura (que agita porções maiores), ou com uma pequena bomba de ar (do tipo utilizado em aquários de peixes).

 

3.4. AUMENTANDO A QUANTIDADE DE SPIRULINA

Aumentar a quantidade de Spirulina em uma piscina é semelhante ao procedimento em garrafas (seção 2.3.). A diferença é que o líquido contendo Spirulina não é dividido em garrafas e, em seguida, adiciona-se acultura de crescimento. Em vez disso, as medidas da piscina são aumentadas e acultura de crescimento é adicionada, o que permite a multiplicação da Spirulina. Isto é feito colocando uma placa ou outra repartição na piscina. Esta repartição funciona como uma represa, e aSpirulina é cultivada na área menor que a repartição cria. Quando a Spirulina estiver madura e pronta para a multiplicação, a repartição seráremovida para criar uma piscina cada vez maior. Quando a piscina tiver atingido o seu tamanho máximo, aumentar a quantidade de Spirulinaserá uma função de quanto foi colhido para consumo.

 

3.5. COLHEITA

A colheita de uma piscina é semelhante `a das garrafas (seção 3.4.). Já que as  quantidades são maiores, “enquadrar” o pano de filtragem dentro das placas ou quadros pode facilitar o processo eo quadro pode ser segurado diretamente sobre a piscina. É importante que 10% da cultura de crescimento filtrada seja descartada (como descrito na seção 3.4.2.). O restante pode ser devolvido para a piscina. Uma nova cultura de crescimento será, então, adicionada`a piscina para compensar o líquido descartado.

 

3.6. ALIMENTANDO A SPIRULINA

Após a colheita, os nutrientes de que a Spirulinase alimentou devem ser substituídos.

Para cada 1Kg de Spirulinacolhida e pressionada acrescente:

350g deNitrato de potássio;

15g de Di-fosfato de potássio/fosfato monopotássico(ou Fosfato diamônico ou fosfato monoamônico. Conforme mencionado na seção 3.1.6, ácido fosfórico também pode ser usado, mas é recomendado para agricultores experientes, já que deve ser usado com precaução);

8g de Sulfato de potássio;

8g Sulfato de magnésio;

3g de cal (ou cloreto de cálcio ou gesso);

1g de sulfato de ferro.

 

* Bicarbonato de sódio é usado quando se inicia uma piscina de Spirulina. Uma vez madura, a Spirulina pode obter o CO2 de que precisa do ar para que não haja necessidade de adicionar bicarbonato de sódio. Isto é importante porque o bicarbonato de sódio é o componente mais caro. Se, por outro lado, o conjunto é destinado a uma empresa (mesmo em pequena escala), bicarbonato de sódio fornecerá o CO2necessário `a Spirulina para aumentar a produtividade. Outro método (mais barato) de administração de CO2 é com um cilindro de gás (do tipo usado para fazer Água com gás) e um saco de plástico. Posicione o saco de plástico na piscina, cerca de 4% da área total é suficiente. Conecte um pequeno tubo ao cilindro de gás e coloque-o sob o saco de plástico. Deixe o CO2 borbulhar no líquido.

Check Also

In Spanish

MANUAL DE LA SPIRULINA por Maya Savir – JustSpirulina   REQUISITOS   1.1. PREMISAS PARA …

Leave a Reply